Residência inclusiva gratuita para deficientes desamparados

Deficientes físicos e/ou mentais adultos em situação de dependência, sem condições de se sustentarem sozinhos ou que não possuam suporte familiar, podem optar por morar gratuitamente nas residências inclusivas.

São moradias comunitárias adaptadas, com estrutura física acessível, dispondo de equipe multidisciplinar especializada e metodologia adequada para prestar atendimento personalizado e qualificado ao deficiente físico e/ou mental.

Cada unidade é organizada em pequenos grupos, de até 10 portadores de deficiência por residência inclusiva, e fica localizada em área residencial, e não em local isolado da comunidade.

É um serviço público de acolhimento gratuito do governo federal, fazendo parte da Proteção Social Especial de Alta Complexidade do SUAS (Sistema Único de Assistência Social).

Não sei quantas cidades pelo Brasil possuem essas casas de amparo, mas na capital de São Paulo já existem residências inclusivas gratuitas nas subprefeituras Aricanduva, Mooca, Santo Amaro, São Mateus, Sé e Vila Prudente.

Maiores informações pelo email protecaosocialespecial@mds.gov.br ou telefone (61) 2030-3175.

3 Respostas

  1. Anderson Gomes de Souza disse:

    Meu nome é Anderson e de Souza e sou muito maltratado pela minha família que não me aceita sou torturado frequentemente, caluniado​ presídio de um lugar assim para que eu possa ter paz trabalhar ajudar no que for necessário para construir uma vida feliz pois estou sem ter pra onde ir faço tratamento na saúde mental é não suporto mais tanta rejeição por favor me dêem uma vaga em um desses lugares uso moletas órtese e preciso sair desse ambiente antes que eu fique louco me trato com medicamentos controlados e preciso de ajuda urgente pois tô vendo a hora em que vou ter um AVC me ajudem

  2. Anderson Gomes de Souza disse:

    Meu nome é Anderson e de Souza e sou muito maltratado pela minha família que não me aceita sou torturado frequentemente, caluniado​ presídio de um lugar assim para que eu possa ter paz trabalhar ajudar no que for necessário para construir uma vida feliz pois estou sem ter pra onde ir faço tratamento na saúde mental é não suporto mais tanta rejeição por favor me dêem uma vaga em um desses lugares uso moletas órtese e preciso sair desse ambiente antes que eu fique louco me trato com medicamentos controlados e preciso de ajuda urgente pois tô vendo a hora em que vou ter um AVC me ajudem

  3. Estevão Augusto disse:

    sugiro entrar em contato diretamente com eles, email protecaosocialespecial@mds.gov.br ou telefone (61) 2030-3175.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *