Considerações sobre o teclado virtual do Windows 8 e 8.1

  • Persiste o problema dos acentos circunflexo e crase que começaram na versão anterior (7) e sobre o qual eu já sugeri uma solução insatisfatória anteriormente.
  • Cuidado ao desativar itens nas configurações de desempenho do sistema operacional, pois se o item “Animar controles e elementos do Windows” for desativado, a função “Focalizar teclas” do teclado virtual deixará de funcionar e as teclas virtuais não serão clicadas automaticamente ao pousar o cursor do mouse / rato sobre elas.
  • Por segurança, melhor manter escolhida a opção “Focalizar teclas” ao invés de Clicar em teclas, pois se tiver dificuldade para clicar como eu tenho, e algum programa travar, o teclado virtual poderá ser ativado bastando passar o cursor do mouse / rato sobre sua janela minimizada para que seja ativado instantaneamente, permitindo resolver o problema com o programa que travou, ajudando também quando se quer sair dos famigerados novos aplicativos do Windows 8.
  • Estabeleça, se já não o fez, a execução automática do teclado virtual quando o sistema inicializar, clicando em Opções na janela do teclado virtual; clique em “Determinar se o teclado virtual será iniciado quando eu entrar”; na janela que se abrir, marque, caso já não esteja marcada, a opção “Usar o teclado virtual” e clique em Ok; clique em Ok na janela Opções, do teclado virtual.
  • Eu deixo desativada a função “Previsão de texto”, pois é insuficiente e não memoriza novas palavras. Prefiro o programa VirtualKeyboard nessa questão.
  • Deixe disponível também o outro e novo teclado virtual, clicando com o botão direito do mouse / rato na barra de tarefas do Windows, escolhendo “Barra de ferramentas” e depois “Teclado virtual”. Note que agora há um ícone de teclado no lado direito da barra de tarefas; clique nele. Embora incompleto e enorme, pode ser útil numa emergência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *